OPEN A NEW MIND. RESET YOUR IDEAS.

  • Facebook
  • Instagram
  • Twitter
  • Pinterest

A IMPORTÂNCIA DE MJ RODRIGUEZ NO AUDIOVISUAL

Por: Lou Cardoso | Cine Looou

Justo no ano em que o Globo de Ouro foi esnobado por artistas, público e mídia, por conta de denúncias sobre corrupção, posturas preconceituosas e privilégios entre os integrantes da Associação da Imprensa Estrangeira (HFPA - sigla em inglês), temos uma conquista histórica. Michaela Jaé, ou MJ Rodriguez, como é mais conhecida, se tornou a primeira atriz trans a ganhar um prêmio na categoria de atuação feminina em série de drama pelo seu desempenho em Pose. Depois de três temporadas e justo no último ano da produção criada por Ryan Murphy, o reconhecimento chegou para a atriz.


No entanto, foi uma pena que a comemoração não pôde ser televisionada como tradicionalmente acontecia até o boicote deste ano. Imagino como seria lindo vê-la no palco recebendo o prêmio, discursando sobre a sua vitória e, claro, protestando para que ela não seja a primeira e muito menos a última a celebrar tal conquista. Assim como imagino como este momento serviria de inspiração para a comunidade trans, que sempre foi marginalizada e estereotipada no audiovisual, agora finalmente pode se assistir de forma positiva na televisão.

E esta não foi a primeira vez que MJ, estadunidense de Newark, New Jersey, fez história em uma premiação. Em 2021, ela também foi a primeira mulher trans a ser indicada ao Emmy Awards na categoria de Melhor Atriz, pela segunda temporada de Pose que, na minha opinião, é uma das melhores da série. E boa parte disso é por conta da atuação de MJ no papel de Bianca, que não descansa até que seus "filhos" consigam ir atrás dos seus sonhos. Após ser diagnosticada com HIV, a personagem resolve chacoalhar as coisas para não desperdiçar mais nenhum momento da sua vida. Com isso, ela abre as portas do seu lar para acolher jovens da comunidade LGBTQIA+, que foram expulsos de suas famílias por conta das suas sexualidades e questões de gênero, na tentativa de retribuir o gesto que recebeu quando saiu de sua própria casa, assim como poder ajudar quem mais necessita neste período.


Pose é uma série importante por trazer um elenco, em sua maioria, da comunidade trans, negra e latina, algo inédito até então, tendo as suas vivências sociais e pessoais retratadas na televisão. Claro, a cultura do ballroom, que era efervescente no cenário alternativo de Nova York entre os anos 80 e 90, é o grande atrativo da série, mas Pose vai além disso, mostrando que os bailes eram os momentos em que cada um deles se sentiam acolhido, em um ambiente seguro e rodeado por seus semelhantes. Mesmo em um meio competitivo, era onde eles se sentiam valorizados e poderiam receber aplausos por serem simplesmente quem são.

MJ Rodriguez faz a diferença nesta história. Cansada de ver a competição pelo vestido mais bonito ou o vogue mais bem feito, Bianca (MJ) vira o jogo e proporciona que, pelo menos entre os seus seguidores, a mesma ambição que eles colocam naquele baile também seja aplicada na vida real, durante o dia, enquanto buscam por dignidade em meio à sociedade heteronormativa, como uma prova de que merecem o respeito de todos. Com isso, a protagonista mostra o verdadeiro sentido de ser uma mãe e isso se intensifica temporada após temporada.


Apesar de não ter sido televisionado, MJ, que completou 31 anos no dia 7 de janeiro, não deixou de comemorar nas redes sociais. Em um post no Instagram, a atriz disse que o prêmio chegou como um presente de aniversário. “Esta é a porta que abrirá outras portas para muitos outros jovens talentosos. Eles verão que é mais do que possível. Eles verão uma jovem negra latina de Newark New Jersey que tinha um sonho, mudar as mentes dos outros COM AMOR. AMOR VENCE. Para meus jovens bebês LGBTQIA+ ESTAMOS AQUI a porta está aberta agora, alcance as estrelas!!!!”, escreveu (https://www.instagram.com/mjrodriguez7/).

O prêmio no Globo de Ouro foi o terceiro conquistado na carreira de MJ. Em 2011, ela já levou Clive Barnes Award pelo musical Rent e, em 2019, também venceu na categoria de Melhor Atriz na Imagen Awards, por Pose. Além da série, MJ também pode ser vista atuando no musical Tick, Tick...Boom!, disponível na Netflix, no papel de Carolyn. MJ ainda atuou nos filmes Adam (2019), The Big Take (2019), e em Saturday Church (2017), e nos curtas-metragens Dear Pauline Jean (2014), Bun in the Oven (2017) e Gema (2018). Na TV, a atriz participou de episódios de algumas séries como Nurse Jackie (2012), The Carrie Diaries (2013), [Blank My Life] e Luke Cage, ambos de 2016.


Com o sonho de ser artista desde criança e após estudar ao longo da vida em escolas como Newark Arts High School e Berklee College of Music, MJ Rodriguez pode dizer que o seu sonho está só começando.

PHOTOGRAPHY: Ami Vega | REFINERY29 | thecanvasagency.com