top of page

OPEN A NEW MIND. RESET YOUR IDEAS.

  • Facebook
  • Instagram
  • Twitter
  • Pinterest

Peça 'A Cerimônia do Adeus' volta a ser encenada após 34 anos



Mauro Rasi (1949 - 2003) foi um dos mais atuantes autores durante as décadas de 80 e 90. Uma das suas peças mais conhecidas, "A cerimônia do Adeus", com referências autobiográficas, está sendo reencenada depois de 34 anos no Teatro Anchieta, mesmo palco em que foi apresentado pela primeira vez. O título do espetáculo faz referência ao livro homônimo de Simone de Beauvoir que narra as últimas experiências da vida de Jean-Paul Sartre.


A nova adaptação é dirigida por Ulysses Cruz e traz no elenco grandes nomes do teatro, como Beth Goulart, Malu Galli e Eucir de Souza. Na primeira versão, estrelaram Cleyde Yáconis, Antônio Abujamra, Marcos Frota, Ângelo Antônio, Rômulo Arantes e grande elenco, o que rendeu o prêmio Mambembe, criado pelo Ministério da Cultura e que foi entregue até 1999.


Na peça, o jovem Juliano, interpretado pelo ator Lucas Lentini se refugia em seu quarto e dá vida às suas maiores referências literárias, os existencialistas Jean-Paul Sartre e Simone de Beauvoir, como uma forma de conseguir lidar com os desafios da despedida da adolescência, a relação conturbada com sua mãe e as dificuldades da convivência com amigos.


A obra também trata do desejo do jovem de romper com o provincianismo da cidade onde vive, do seu desabrochar artístico durante um período político hostil, em meio à ditadura militar, e da experimentação da própria sexualidade.



Serviço:

A cerimônia do adeus

Temporada: Até 21/05

Local: Teatro Anchieta - Sesc Consolação

Ingressos disponíveis para venda em sescsp.org.br

e nas bilheterias do Sesc São Paulo


Comments


bottom of page